início

apresentação

guia de estudos

trabalho extra-classe

avaliação e critérios

programa do curso

bibliografia

textos

sítios interessantes

monitoria

apresentação

Um objetivo prioritário da disciplina é estudar alguns fenômenos de mecânica, ou seja, dos movimentos dos corpos que podem ser bem descritos pela teoria da mecânica clássica (baixas velocidades comparadas com a da luz e dimensões grandes comparadas com as atômico-moleculares), e ter uma percepção mais geral e bem fundamentada sobre as bases e a estrutura desta teoria. Depois da apresentação das lei básicas do movimento e de alguns fenômenos (geralmente muito simplificados em relação aos fenômenos reais) nas disciplinas básicas (física 1 e 2), agora você enfrentará um segundo mergulho em fenômenos de movimento. Este mergulho se faz depois do seu amadurecimento nas idéias científicas sobre o movimento, e de maior familiaridade com a linguagem matemática usada nesta área, o que permitirá ampliar sua reflexão, e portanto, compreensão de fenômenos de movimentos mais realistas, construindo paralelamente uma visão sobre a estrutura da teoria.

Para atingir os objetivos da disciplina, o caminho é o mesmo para se incorporar qualquer conhecimento humano: um real envolvimento com ele. Do ponto de vista de ações, para se chegar ao aprendizado deste assunto, são necessárias diferentes estratégias: a leitura crítica de textos sobre o assunto, a participação ativa e criativa em sala de aula, a reflexão através de questões referentes aos diferentes aspectos do conteúdo, a discussão destas questões com colegas, professores, monitores e outros, para citar as mais usuais. Para cada indivíduo uma estratégia é mais eficiente do que outra. Mas acreditamos que nenhuma delas seja dispensável.

No que segue estão apresentados: a organização da disciplina visando atingir seus objetivos, as atividadese previstas, o que se pretende com cada atividade e as normas de cada uma delas, o detalhamento do conteúdo a ser abordado e referências para o estudo no nível proposto.

E para dar a largada nesta atividade de nossas vidas, neste ano de esperanças de 2003, me ocorre a postura sugerida na frase de Jackson Brown:

"no jogo da Vida nem camarote me interessa: eu vim jogar".